sexta-feira, 29 de maio de 2009

PLANO DE AULA

Alimentação saudável

Estrutura curricular:

Ensino Fundamental Inicial / Ciências Naturais / Ser humano e saúde

Público Alvo: 5º ano

O que o aluno poderá aprende? Descobrir a importância da alimentação para o nosso organismo; Reconhecer os diferentes processos de produção de energia; Diferenciar tipos de alimentos indispensável para a nossa vida; Diferenciar algumas características de cada grupo de alimentos: vitaminas e minerais, proteínas, carboidratos e gorduras.

Descrição:
Conversar com os alunos sobre os alimentos e a importância da alimentação para a saúde;

Dividir a turma em pequenos grupos de 4 a 5 alunos;

Pedir a eles que pesquise em livros, revistas, jornais, internet sobre os benefícios de uma alimentação saudável;

Quais os alimentos e nutrientes não sofrem o processo de digestão e por que isso ocorre;

Se as pessoas que têm hábito alimentar exclusivamente vegetariano estão sempre bem nutridas e saudáveis;

Por que ao final de uma competição os atletas devem ingerir açúcares e sais minerais.

Duração das atividades: 3 aulas de 50min

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno: Á critério do professor. Não há necessidade de conhecimentos prévios. Porém, se o objetivo for avaliar conhecimentos anteriores, há necessidade de aula sobre: definição e importância de uma alimentação saudável, origens, funções e tipos de alimentos, valor nutricional; e outros temas que se fizerem necessários, antes desta atividade.

Autores: Maria José & Tatiane Cristina

Estratégias e recursos da aula: Pesquisas em jornais, revistas, internet e texto do livro; Vídeo – Alimentação Saudável Infantil – disponível em: http://www.youtube.com.

Avaliação: Pode ser feita através de apresentação oral e escrita da atividade. Serão avaliados aspectos como:abrangência em relação aos temas abordados; desenvolvimento na apresentação oral; participação dos grupos e interesse.

Bibliografia:
BIZZO, M. L. G.; LEDER, L. Educação Nutricional nos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Revista Nutrição, Campinas, v. 18, n. 5, p. 661-67, 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário